top of page

Diálogo

DUO OLTHETEN GOMIDE - DIÁLOGO | Crítica por Cristiano Alves (Diretor do selo A Casa)

Maturidade e juventude, talento e dedicação. Tais atributos, próprios ao Duo Oltheten Gomide, traduzem um pouco do seu rico manancial artístico. Oriundos de famílias de músicos, trilharam caminhos diversos, que abrangem desde música barroca, passando
pelo jazz e desembocando na música de câmera. Tão solida quanto a formação musical de ambos é a verve cameristica, fazendo com que se note a identidade do Duo pulsando entre obras de estilos variados.


Oltheten e Gomide demonstram toda sua qualidade técnica e artística neste belíssimo trabalho que, certamente, figura entre os melhores lançamentos na cena cameristica dos últimos anos. Faz-se presente uma inspirada composição de Gomide, entremeada por obras de dois expoentes da cena musical brasileira: Ernani Aguiar e Almeida Prado. De estilos bem contrastantes entre si, as quatro excelentes obras brasileiras dialogam em perfeita harmonia com dois monumentos da literatura para violino e piano, escritas por dois dos maiores compositores de todos os tempos: Beethoven e Brahms.


Como diretor artístico do Selo, muito me orgulha a presença do Duo Oltheten Gomide no hall de artistas d´A Casa, bem como fazer parte desta linda historia iniciada pelo saudoso e pra sempre amado Sergio Roberto de Oliveira. Seguindo premissa estabelecida por Sergio, buscamos valorizar músicos e compositores nacionais, sem, contudo, deixar de abrir espaço para toda manifestação artística de qualidade. Que venham os próximos e vida longa a este grande Duo que veio pra ficar.

Oltheten_Gomide_1.jpg
bottom of page